“Mão Amiga”

EQUIPA DE INTERVENÇÃO DIRECTA “MÃO AMIGA”

logo_maoamiga2-01Vai ao encontro da população sem-abrigo, a fim de garantir apoio social psicológico e saúde, satisfazendo também as suas necessidades básicas mais imediatas a nível de alimentos e roupas.

Baseia o seu trabalho na abordagem e entrevistas de rua cujo objetivo é estabelecer uma relação pessoal no sentido de promover a melhoria das condições de vida através de apoio psicossocial contínuo e da ligação, articulação e cooperação com as demais instituições que integram o Grupo de Trabalho – PISACC (Projecto de Intervenção junto dos Sem-Abrigo do Concelho de Coimbra).

Pretende-se, também, que a pessoa sem-abrigo procure o Técnico para atendimento, em gabinete, de forma a delinear-se, em conjunto, um Projecto de (Re)inserção social onde a empregabilidade e formação profissional/ habitacional, são os objetivos últimos.

A Equipa de Intervenção Directa “Mão Amiga” tem como principais objetivos: ir ao encontro da pessoa sem-abrigo na rua, incitando o seu envolvimento num processo de melhoria das suas condições de vida, tendo como base um apoio psicossocial contínuo; abordar e contactar, na rua, de forma a conhecer e realizar pré-diagnóstico da situação-problema; intervir a nível relacional, procurando estabelecer uma relação confiança; mediar de forma a restabelecer ou iniciar uma relação entre o indivíduo e os vários serviços da comunidade; ajudar e envolver os sem-abrigo nacionais e estrangeiros na renovação de documentos de identificação.

A equipa tem um papel crucial junto das pessoas sem-abrigo que acompanha, intervindo da seguinte forma: contactos e/ou atendimentos individuais na Rua e em ambiente Institucional; apoio psicossocial, médico, enfermagem e jurídico; encaminhamento para serviços de saúde; orientação e inserção sócio-laboral; apoio, informação e orientação em situações de irregularidade em território nacional em estreita articulação com o Centro Local de Apoio à Integração do Imigrante (serviço coordenado pelo Centro de Acolhimento João Paulo II – Cbr); distribuição de géneros alimentares e vestuário; resposta a sinalizações de Particulares ou Instituições; realização de parcerias informais e formais com outros serviços e outras Equipas de Rua; apoio na Prospecção e Integração no Alojamento; apoio de continuidade e de retaguarda; quebra de estigmas e estereótipos que recaem sobre a pessoa sem-abrigo; articulação interinstitucional.

carrinha

Onde Funciona?

Serviços Técnicos: Rua do Brasil, 182 3030-775 Coimbra